Professores da rede municipal param atividades por 72h, diz sindicato

0
431

Professores da rede municipal de ensino pararam atividades por 72h, em Salvador, a partir desta segunda-feira (24). A categoria reivindica a aprovação do Plano de Cargos e Carreira aprovado pela Câmara Municipal de Vereadores, segundo informações da Associação dos Professores Licenciados da Bahia (APLB).

Por meio de nota, a assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação informa que “a Prefeitura do Salvador esclarece que o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) foi encaminhado à Câmara de Vereadores de Salvador (CMS) no final de outubro, após intensas negociações envolvendo as Secretarias Municipais de Gestão e Educação e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB).

Durante meses, a Mesa Permanente discutiu o novo PCCV que irá contemplar mais de nove mil profissionais da educação. Diante disto, o secretario municipal de Educação, Jorge Khoury, acredita que tanto a APLB, quanto os profissionais da Educação, reconhecem o esforço da gestão com o pleito. Ele também acredita que a Câmara entende a prioridade da pauta do PCCV”, informa.

Conforme Rui Oliveira, coordenador da APLB, várias assembleias foram realizadas para a execução deste acordo na Câmara. “Estamos pressionando os vereadores para a aprovação do plano de carreiras. Várias assembleias e debates foram feitos. Nós queremos que o acordo seja aprovado ainda neste ano de 2014”, informa em entrevista ao G1.

De acordo com o sindicalista, a primeira reunião com os vereadores aconteceu na semana passada. “Enquanto eles não votarem vamos continuar parados”, afirma Rui Oliveira. O sindicalista também informa que a categoria se reunirá por volta das 14h desta segunda-feira, na Câmara de Vereadores, para pressionar a aprovação do plano.

O plano de carreiras consiste na lei orgânica dos professores com direitos, vantagens e deveres, esclarece o sindicalista.

Fonte – G1