Conselho da Petrobras discute hoje aumento de gasolina e diesel

Conselho da Petrobras discute hoje aumento de gasolina e diesel

0 402

O Conselho de Administração da Petrobras deve se reunir hoje para tratar, entre outros assuntos, da decisão sobre o reajuste nos preços da gasolina e do diesel. Com a queda dos preços internacionais do petróleo, a expectativa é de que o aumento seja modesto, entre 4% a 5%, de acordo com informações divulgadas ontem pelo jornal Valor Econômico.

Tão importante quanto o aumento em si seria, segundo fontes, o governo Dilma Rousseff tratar a questão dos combustíveis sob um novo parâmetro, de reajustes automáticos em função da variação dos preços internacionais do óleo. Isso não deve ser decidido no encontro de hoje. O último reajuste da gasolina, de 4% nas refinarias, ocorreu em novembro do ano passado.

No mesmo anúncio, o diesel foi reajustado em 8%. A alta maior do diesel deixou o produto com defasagem menor, em relação ao exterior, que a verificada na gasolina. Em novembro do ano passado, a Petrobras vendeu o diesel por um valor 15% menor do que o pago no exterior para abastecer o mercado interno, nas contas da GO Associados.

Na média de agosto deste ano, antes de o preço do petróleo ter a maior queda nos últimos quatro anos, a diferença estava em 5%. Com a gasolina, o cenário ficou mais negativo ao longo de 2014. Em novembro de 2013, a defasagem estava em 11%.

Em setembro último ela havia crescido três pontos percentuais. Como o preço do barril de petróleo recuou mais de dez pontos percentuais em outubro, a Petrobras ganhou uma folga na defasagem. Na média do mês passado, ela estava, para a gasolina, em 2%.

O conselheiro da Petrobras Sílvio Sinedino, representante dos empregados no Conselho de Administração da estatal, disse, na quarta-feira, que acredita ser difícil que o reajuste da gasolina seja decidido hoje. “Vamos começar a discutir a questão de preço, mas acho que está muito cedo. O governo ainda está sentando a poeira (depois das eleições)”, disse.

Fonte – correiodabahia