Notícias pelo mundo

0 780

A desconstrução da imagem da família tradicional é uma meta permanente do governo federal, que mobiliza recursos públicos e estruturas governamentais, especialmente na educação, para cumprir sua meta. Quem confirma a informação é o próprio governo.

O fato foi trazido à luz pela advogada, pedagoga e pastora Damares Alves, em recente palestra realizada em Arujá, na Grande São Paulo, em evento no qual a palestrante trouxe novas e polêmicas informações sobre a “guerra ideológica contra a família”.

Uma das informações mais intrigantes trazidas pela palestrante foi a de que a família tradicional – cuja base é o casal heterossexual – deve ser desconstruída conforme um decreto presidencial que confirma que há um esforço contra a família realizado pelo governo federal.

Trata-se do decreto Presidencial 7.037, de 21 de dezembro de 2009, que dentro do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH), na seção de Ações Programáticas, no Objetivo Estratégico 5, traz a seguinte declaração de prioridade:

“Reconhecer e incluir nos sistemas de informação do serviço público todas as configurações familiares constituídas por lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, com base na desconstrução da heteronormatividade”

A advogada notou que o decreto foi feito sob medida para agradar ao movimento LGBT, que não se contenta em promover causas e direitos de homossexuais, mas avança na agenda de desconstrução da família tradicional e da heteronormatividade.

“O reconhecimento de famílias é aceitável. O problema é a desconstrução da heteronormatividade. O que é heteronormatividade? É a família tradicional, o casal hetéro. Em outras palavras, temos um decreto presidencial que diz: desconstrua a família tradicional”, declarou Damares Alves.

“Isso quer dizer, em outras palavras, que é um decreto feito para destruir a imagem da família tradicional. Se quisessem construir a homonormatividade, tudo bem. Mas não querem só construir a imagem das famílias. É bem pior, eles querem destruir a heteronormatividade”.

Guerra ideológica na educação

Uma das consequências concretas do estabelecimento da desconstrução da heteronormatividade como prioridade do governo federal é uma educação pública aparelhada pela agenda ideológica do movimento LGBT.

Damares Alves citou várias denúncias de pais e mesmo de professores sobre situações absurdas vivenciadas por estudantes nas escolas públicas brasileiras. Tudo isso resultado do aparelhamento do Estado por um movimento que tem como alvo a família tradicional.

São cartilhas pedagógicas recheadas com notórios incentivos à masturbação, iniciação sexual precoce e experimentação de comportamento bissexual. Algumas cartilhas, de tão explícitas, se tornaram alvo de denúncias dos pais e ganharam reportagens na TV.

“Isso não é combate ao preconceito. Não estão respeitando a identidade biológica das nossas crianças. Posso falar de preconceito contra homossexuais sem levar para as escolas, por exemplo, uma cartilha que mostra quatro homens transando. Posso combater o preconceito sem levar isso para crianças entre 10 e 13 anos de idade”, denunciou Damares.

Todas as informações constam no vídeo da palestra “Educação: Missão da Família ou do Estado?”, que Damares Alves realizou em Arujá, para promover ali o projeto de lei do movimento Escola Sem Partido, que busca uma educação sem aparelhamento ideológico.

Assista:

Fonte : Gospelprime

0 1644

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), reafirmou na segunda-feira (9) ser “radicalmente contra” a votação de qualquer projeto de legalização do aborto no Brasil. Em entrevista ao site do jornal ‘Estado de S. Paulo’, Cunha foi taxativo: “Vai ter que passar por cima do meu cadáver para votar”.

“Os projetos têm um rito, não é qualquer um que apresenta um projeto e vota. Quem aprova urgência com 257 votos, quem tem maioria, tem que pautar. Eu disse que sou radicalmente contrário e sou mesmo. Mas não tem nenhum projeto. O pessoal fala como se tivesse algo na pauta, e eu estivesse tirando da pauta, mas não existe isso”, disse Cunha.

O presidente da Câmara é evangélico e foi eleito para o cargo com apoio da bancada evangélica, inclusive de deputados de partidos da oposição que preferiram Cunha por sua Orientação religiosa.

Fonte: Estadão

0 1395

A poucos dias dos cidadãos chineses se reunirem para comemorar o Ano Novo local, o governo da China lançou uma campanha para evitar a propagação de vírus provocados pela ingestão de alimentos “raros”, como ratos, serpentes e morcegos.

O órgão encarregado pela segurança alimentar pediu aos cidadãos para não ingerirem “animais selvagens” e, sobretudo, não inovar, pois em algumas partes do país é comum que os chineses tentem surpreender nesta data com receitas feitas a base de animais “não comuns”.

Na província de Cantão, no sul do país, os chineses degustam comidas a base de serpentes ou ratos, por isso o governo pediu que pelo menos as crianças e grávidas não degustem “pratos raros”.

As autoridades anunciaram o início de inspeções por todo o país para tentar reduzir as doenças causadas pela ingestão deste tipo de alimentos durante a festividade do Ano Novo, chamada na China “Festival da Primavera” e que será realizada em 19 de fevereiro.

Nesta festa, os cidadãos chineses comemoram a passagem do ano do cavalo para o do carneiro, segundo o horóscopo chinês.

Fonte-G1

0 463

Para os funcionários do Epicenter, num novo prédio de escritórios construído na Suécia, passar o crachá para entrar no escritório é coisa do passado. Em vez dos métodos tradicionais de identificação, como os cartões e a digital, foi oferecido aos 400 trabalhadores do edifício o implante de um chip, que pode ser usado não apenas para abrir portas, mas para uma infinidade de outros serviços.

“Nós queremos poder entender essa tecnologia antes que grandes corporações e governos cheguem a nós e digam que todos devem ter um chip. O chip da Receita Federal, o chip do Facebook ou do Google”, disse à BBC Hannes Sjoblad, diretor de tecnologia do escritório.

O pequeno chip de identificação por radiofrequência (RFID) é implantado nas mãos dos funcionários. O repórter da BBC Rory Cellan-Jones foi um dos chipados. Ele conta que o procedimento, feito por um tatuador, é rápido, mas dolorido.

O chip serve para entrar no edifício, abrir portas de escritórios e liberar o uso da copiadora, mas, em breve, deve ganhar outras funções, como realizar pagamentos na cantina ou liberar o uso de computadores.

Fonte: BBC

0 485

Indonésia rejeita clemência a outro brasileiro condenado à morte

Rodrigo Gularte foi preso em 2005 com cocaína em pranchas de surf. Família tenta reverter execução alegando que ele tem transtorno mental
Rodrigo Gularte foi preso em 2005 com cocaína em pranchas de surf. Família tenta reverter execução alegando que ele tem transtorno mental
A Indonésia rejeitou o pedido de clemência feito pelo governo brasileiro para evitar a execução por fuzilamento do brasileiro Rodrigo Gularte, que está no corredor da morte por tráfico de drogas. A negativa foi recebida nesta terça-feira (20), de acordo com informações da assessoria do Itamaraty ao G1. Caso a pena seja cumprida, ele será o 2º brasileiro a ser executado na Indonésia. O primeiro foi Marco Archer Cardoso, fuzilado no último fim de semana.

Leia também: Indonésia: defesa alegará doença mental para evitar execução de brasileiro

Gularte, de 42 anos, foi condenado à pena máxima em 2005 por ingressar na Indonésia com seis quilos de cocaína escondidos em pranchas de surf. Ainda não há previsão da data em que a execução deve ocorrer. Apesar da rejeição do pedido de clemência, feito em 2012 e que é previsto no processo, a defesa do brasileiro ainda mantém a esperança de que Jacarta reconsidere sua decisão por razões médicas.

A família de Gularte alega que ele foi diagnosticado com um quadro de esquizofrenia e tenta reverter a pena com a transferência dele para um hospital psiquiátrico, como prevê a lei indonésia. Clarisse Gularte, mãe de Rodrigo, contou que ele está ‘totalmente transformado’ e 15 quilos mais magro. Ela visitou o filho em agosto do ano passado.

Marco Archer

No fim de semana passado, a Indonésia fuzilou seis condenados por tráfico de drogas, entre eles o brasileiro Marco Archer Cardoso. Após o fuzilamento, a presidente Dilma Rousseff – que tentou em vão salvar a vida dele – chamou para consultas o embaixador brasileiro em Jacarta para manifestar seu repúdio à execução. O corpo de Marco Archer foi cremado na Indonésia.

Fonte: G1

0 937

A rádio da organização jihadista Estado Islâmico (EI) considerou nesta quarta-feira (14) extremamente estúpida a publicação de novas caricaturas de Maomé no jornal satírico francês “Charlie Hebdo”, alvo de um sangrento atentado na semana passada em Paris.

“A Charlie Hebdo publicou novamente caricaturas que ofendem o profeta e isso é um ato extremamente estúpido”, estimou a rádio Al-Bayan do EI, que controla territórios extensos no Iraque e na Síria.

Em um vídeo publicado no domingo (11), Amedy Coulibaly, morto pela polícia após manter reféns em um mercado judeu de Paris,reivindica o ataque que tirou a vida de uma policial na quinta-feira (8) em Montrouge e alegando ser membro do Estado Islâmico.

“Eu me reporto ao califa dos muçulmanos Abu Bakr al-Baghdadi, o califa Ibrahim”, afirma Coulibaly, que está vestido com um traje muçulmano, um keffieh, e tem atrás dele uma bandeira negra. “Eu jurei fidelidade ao califa desde a declaração do califado”, afirma.

“Chegamos de forma sincronizada para sair ao mesmo tempo”, diz o homem, referindo-se aos irmão Kouachi, que atacaram o jornal “Charlie Hebdo”, onde mataram 12 pessoas no dia 7. Em seguida, ele justifica esses ataques apresentados como uma resposta aos “ataques contra o califado”.

Al-Qaeda reivindica

Também nesta quarta, a Al-Qaeda do Iêmen reivindicou responsabilidade pelos ataques terroristas realizados em Paris na semana passada como vingança pelo insulto contra o profeta Maomé. A declaração consta em um vídeo divulgado pelo grupo.

Na mensagem, a organização terrorista diz que os autores dos ataques foram direcionados para o jornal “Charlie Hebdo”, que já havia publicado diversas charges do profeta Maomé. O atentado deixou 12 mortos no jornal. Outras cinco pessoas morreram em outros dois casos em Paris.

“Em relação à batalha de Paris, nós, a Organização da Al-Qaeda e da Jihad na Península Arábica, reivindicamos responsabilidade por essa operação como uma vingança pelo mensageiro de Deus”, disse Nasser bin Ali al-Ansi, da Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA), na gravação.

“Os heróis foram recrutados e agiram”, declarou no vídeo publicado em um site islamita.

 

Fonte: G1

0 403

O bilionário americano Bill Gates investiu na criação de um equipamento que transforma excrementos humanos em água potável e eletricidade, o que, segundo o fundador da Microsoft, poderá salvar um grande número de vidas.

A instalação tem como objetivo prevenir doenças ocasionadas pela água contaminada.

Uma planta-piloto está pronta e em funcionamento na sede da Janicki, em Seattle, e deve entrar em operação em breve no Senegal. De acordo com o blog “The Gates Notes”, do próprio Bill Gates, o Omniprocessor poderá processar dejetos de até 100 mil pessoas e produzir cerca de 85 mil litros de água potável por dia, além de gerar 250 kw de eletricidade.

Em um vídeo divulgado no blog, Gates prova a água resultante do processo de tratamento e diz “é água”.

A máquina aquece o excremento a uma temperatura de 1.000ºC para extrair sua água, a qual é submetida a outros tratamentos para se tornar potável.

O excremento desidratado pode ser queimado, produzindo calor suficiente para gerar energia elétrica necessária para a extração da água. O excedente pode ser vendido a usuários externos, assim como a água.

De acordo com a Fundação Bill & Melinda Gates, doenças provocadas por más condições de sáude matam ao menos 700 mil crianças todos os anos.

Fonte: G1

0 540

O Serviço de Intermediação para o Trabalho (SineBahia) está com 382 vagas de emprego abertas para atuação em uma rede de supermercados da capital baiana. Ao todo, há 18 funções disponíveis. Todas as vagas exigem experiência mínima de seis meses na função, comprovada na carteira de trabalho.

Entre as vagas ofertadas, 190 são para operador de caixa. Para este cargo é necessário ter ensino médio completo, além da experiência mínima exigida. Há ainda vagas para repositor (80), ajudante de açougueiro (16), atendente de padaria (14), entre outras.

Os interessados devem se dirigir à unidade central do SineBahia, situada na Avenida ACM nº. 3.359 (edifício Torres do Iguatemi), ou aos postos do SAC nesta quarta-feira, 7. O horário de atendimento é das 7h às 17h. As senhas são distribuídas a partir das 6h10. É imprescindível apresentar o número do PIS, PASEP ou NIS; Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Fonte- Atarde

0 1072

Recém-empossado ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD-SP) decidiu suspender por 90 dias a obrigatoriedade de adoção de um novo tipo de extintor de incêndio para veículos, com a chamada carga ABC. O equipamento é usado para apagar incêndios propagados em materiais sólidos, como bancos e o painel do automóvel.

A decisão desta segunda-feira, 5, foi tomada pelo Ministério das Cidades em acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). A mudança estava prevista em uma resolução de 2009, e passou a valer a partir de 1º de janeiro de 2015.

A decisão foi anunciada pelo Ministério das Cidades na noite de segunda. O prazo de 90 dias será contado a partir da publicação da medida. Entre os benefícios do novo extintor, segundo o governo, estão o maior prazo de validade do equipamento, que passará de três para cinco anos, e maior abrangência de uso do extintor.

O modelo anterior, chamado BC, era apropriado ao combate de incêndios causados por líquidos inflamáveis como gasolina e querosene.

O não cumprimento da nova medida implicaria no pagamento de multa de R$ 127,60. A mudança no extintor é válida para todos os tipos de veículos. O custo médio do equipamento veicular ABC está em torno de R$ 60.

Ministério

A alteração do prazo foi uma das primeiras medidas anunciadas por Kassab, que assumiu o Ministério das Cidades, antes ocupado por Gilberto Occhi. O novo ministro foi prefeito de São Paulo entre 2006 e 2012 por dois mandatos – assumiu o primeiro deles depois que José Serra (PSDB-SP) deixou o cargo para concorrer ao governo do Estado de São Paulo.

A capital paulista é uma das mais beneficiadas pela medida, já que tem a maior frota de veículos do País, com 5,4 milhões de carros em 2013, último dado disponível.

0 391

maior epidemia de ebola da história pode ter começado com um garoto que brincava com morcegos, no interior da Guiné. Seu nome era Emile Ouamouno, segundo estudo realizado em Berlim, após uma pesquisa que envolveu dezenas de cientistas e meses de trabalho. Os morcegos estariam em uma das árvores na periferia de um vilarejo de apenas 31 casas.

O trabalho do Instituto Robert Koch foi publicado na revista EMBO Molecular Medicine e indicou que o “ponto zero” da epidemia que já infetou mais de 20 mil pessoas e levou países africanos ao caos teria sido o vilarejo de Meliandou, na região de Guéckédou.

O primeiro caso, justamente do garoto de 2 anos, foi registrado em dezembro de 2013. Dias depois, ele morreu. Em março, parte do buraco na árvore em que se alojavam morcegos foi queimada, justamente para espantar os animais que, entre os moradores locais, eram considerados como os responsáveis pela doença. Nesse momento, outras dez pessoas do mesmo vilarejo já haviam morrido, entre elas a mãe e a irmã de Emile.

Os pesquisadores admitem que não há provas definitivas de que essa tenha sido a forma pela qual a epidemia começou. Mas, segundo os antropólogos que entrevistaram os moradores e os testes de DNA na árvore queimada, a hipótese faz sentido. A comunidade internacional já destinou mais de 1 bilhão de dólares para lutar contra a doença. Mas a OMS admite que não sabe quando conseguirá controlar a doença, que já matou quase 8 mil pessoas.

Fonte: Veja

Facebook